Ainda é penta.

Dos pés a bola lhe escapava.

Um imaginário ímã a repelia.

Uma medonha sensação de perda

a cada rede contra balançada.

Sete vezes a viu assim.

Nem o muro em frente ao gol se safou.

O canarinho se calou.

Os gritos não mais se ouvia,

mas as amarguradas e silenciosas lágrimas eram derramadas

Então se adiantou

o sonho do sexto grito

ainda preso.

Nem pra casa voltou.

Pois lá, infelizmente, já estava.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s