Otimismo é a arma engatilhada da desilusão

Ouvi por diferentes pessoas e em diferentes momentos ao longo dos anos: pense positivo, seja otimista. Diziam que o positivismo atraí o que é bom, o que se quer. Essa é uma das maiores mentiras que já ouvi. Tive a prova disso no dia em que resolvi acreditar nessa mentira, todo mundo fala né? Deveria dar certo.

Sempre preferi olhar para o lado realista (ou pessimista como a sociedade adepta ao positivo costuma chamar). Minha própria filosofia diz: melhor se surpreender pelo positivo que chegou do que sofrer com o negativo. Quase nunca sofri quando ouvi os nãos da vida, pelo contrário, apesar da desilusão inicial, tinha até um outro animo para ir atrás de uma coisa nova ou tentar de novo… Quando vinha um sim, a vitória tinha um gosto de almoço de domingo em família.

Mas um dia resolvi acreditar na teoria do pensar positivo, usei-a com um sonho específico. E acreditar e pensar positivo não quer dizer que não corri atrás. Dei o melhor de mim pra acontecer e acreditei que realizaria mais aquele sonho. Já tinha até discurso presidencial salvo no bloco de notas do celular. Reprogramei toda a minha vida para viver aquilo. Antes da resposta (sim ou não) eu de fato acreditei. Acreditei que aquilo já era meu, que finalmente ia acontecer, que já era parte de mim. Pensei de maneira otimista. E fiquei de fato dolorosamente ansiosa pra começar, sem nem pensar que a resposta poderia ser diferente da que eu acreditava, era afinal o segredo de dar certo, né? Acreditei a tal ponto, que as nuvens da ilusão fizeram minha queda ser maior do que pensei poder ser. Cair do céu da ilusão é muito pior do que manter os pés firmes na terra do realismo.A queda foi maior. Dói bastante cair. E a altura da queda influência diretamente na sua capacidade de levantar e andar. É a lei da física e do volume da dor. Quando menor a altura da queda, mais fácil a recuperação. CN6MlVaWwAERMiU

O único lado bom nisso tudo é que minha teoria se fez mais forte dentro de mim: não crie expectativas, para NADA. Expectativas são armas carregadas, e quando não sabemos lidar com elas (ou quando a realização está fora do nosso controle) o tiro atinge o alvo errado e o sangue que escorre do próprio erro é mais denso.

Preciso agora me recuperar do tombo. E as cicatrizes me ajudarão a nunca esquecer. Cicatrizes, afinal, servem para isso né?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s