Confissões de um jovem romancista

Confissões de um jovem romancista

Umberto Eco


CONFISSOES_DE_UM_JOVEM_ROMANCISTA__1369339799BO autor:
 foi escritor, filósofo, semiólogo, linguista e bibliógrafo  italiano. Morreu no ano de 2016. Em vida, foi considerado um dos mais importantes intelectuais vivos. Escreveu romances e ensaios.

Sinopse*: Quando o grande teórico Umberto Eco resolveu se aventurar na ficção, era um jovem romancista de quase cinquenta anos. Agora, com mais de setenta, ele volta seu experiente olhar de linguista, filósofo e estudioso da Idade Média para seus próprios romances. Sem deixar nenhum detalhe de fora e com estilo claro e acessível, Eco revela todos os segredos envolvendo a construção de livros como O nome da Rosa e O Pêndulo de Foulcault, ao mesmo tempo em que discute questões universais relacionadas à criação da trama e dos personagens e especialmente ao híbrido de ficção e ensaio, com o qual se notabilizou, em que figuras históricas convivem com seres nascidos da imaginação.

Resenha: O livro é uma coletânea de ensaios, já exposto em outros livros ou palestrados pelo próprio Eco. O título é inclusive uma “brincadeira” com o próprio Eco, que começou a escrever romances já bem mais velho.

O livro é dividido em quatro capítulos, neles Umberto Eco nos dá lições de como escrever, usa a si mesmo como exemplo e pontua muito bem os diferentes trejeitos da escrita criativa. Ele fala muito sobre a criatividade em si.Divaga sobre a narração, personagem, escrita, leito ideal. Além de trazer a semiótica como ponto importante. Seu último capitulo é sobre listas, e Eco é de fato conhecido (nesse requisito na literatura) por seu livro e suas descrições sobre listas, além da importância dela na vida dos autores. O livro todo é exemplificado com os romances criados por Eco, ele traz muito de sua experiência e situações ilarias para o livro. O que, para um escritor, pode ser fundamental.

Enquanto lia o livro, que apesar de “fácil” tem referencias e explicações pesadas, recebi a notícia da morte de Eco. Foi esquisito ver um autor que conheci na comunicação (Eco é estudado na Semiótica), e qual aprendi a admirar também na literatura, morrer assim. Acho que isso fez do livro especial. Apesar de eu precisar dar uma segunda lida nele, já que tem muito conteúdo para absorver, entrou pra minha estante de referencias necessária para a vida. Recomendo a leitura.

 

(Sinopse do Skoob http://www.skoob.com.br/confissoes-de-um-jovem-romancista-303449ed340002.html)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s