A terra da rainha

Realizar um sonho é algo incrível. Realizei o meu primeiro aos 25. Juntei o dinheiro, coragem, mala e fui. No avião, uma crise de ansiedade, mas tinha uma mão pra eu apertar e me sentir segura. Foram 12 horas de barulho e ar até pisar pela primeira vez em solo italiano. Um café da manhã e 5 horas de espera. Outro voo, esse mais tranquilo.

O céu estava bem azul, mas quando o avião cruzou as nuvens o cinza desceu até o chão. O frio deu pra sentir ali, no caminho até a saída. Um metro. Meia horinha até poder descer. Encontrei-me com os carros em que se dirige pela direita. Eram em sua maioria táxi. Prédio ao estilo antigo, de todos os estilos, desenhado e bem conservado. Foi nessa hora, no barulho da frenética Londres num fim de domingo gélado em bairro central que eu pude afirmar: realizar um sonho era incrível.

Tudo era especial ali, até a primeira refeição em um Burger King, tão igual aqui. Um quase primeiro assalto. O mercado do indiano ali pertinho de casa. Aquela casa que seria minha por 14 dias.

E foram os melhores 14 dias que tive em anos. No fim, já me sentia dali e deles. Um misto de descoberta, encantamento e felicidade. Um preenchimento que nunca mais foi completo como aquele. Realizar sonhos é trabalhoso, e fantástico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s