Quem quer sair da zona de conforto?

Esse ano não me dediquei muito ao blog, ou até mesmo à escrita. Fico mal de saber disso, mas me fortalece saber que o motivo é bom. Faz dois anos que estou tentando mudar algumas coisas na vida, inclusive, a criação desse blog é parte disso. E esse ano foi crucial algumas  mudanças drásticas e dedicações para outras coisas. Meu foco não mudou, mas foi momentaneamente direcionado para outros pontos.

Deixei de lado muitas das coisas que publicava regularmente aqui e não consegui nem terminar o #Projeto28, na vida também as coisas estão andando assim. Meu foco esse ano foi estudar, como nunca o fiz antes, e talvez aprender que eu não consigo ser tão multitarefa quanto pensei. E parte de deixar o blog de lado esse ano será poder me dedicar mais pra ele, e pra literatura e escrita nos próximos anos. Step by step. Um passo pra trás pra evoluir.

Sobre o meu futuro literário, ainda é incerto, mas tudo é né? A única certeza que tenho é que continuarei aqui, batalhando pelo que acredito. Inclusive, a pausa na escrita e nas postagens me deu um pequeno tempo pra reler coisas e refletir sobre mim. Eu odeio críticas, e em parte o blog foi um processo de aprender a lidar com elas. Processos demorados. Mas esse tempo me fez relembrar de todas as relevantes ditas e hoje consigo dizer: os outros estavam certos. Eu tentei me fechar em mim, e apesar de ter ouvido ainda não tinha colocado parte das coisas em práticas e fico feliz de ter esperado, hoje elas fazem muito mais sentido. Amadureci como pessoa em uma proporção que não sabia poder durante esse meu “período sabático” e isso vai de fato influenciar minha escrita. Quero reescrever coisas, quero praticar mais (nem que seja em textos como esse que escrevo agora). Um boom se fez e entendi o que me diziam sobre meus textos e que eu não percebia.

O quanto eu mudei? Não sei. Mas parte de mim se sente mais madura e pronta pra alguns desafios. Esses por sinais tem sido um grande fator em mim, tudo o que planejo mudar me tira totalmente da zona de nem tanto conforto, mas cada um dos desafios que estão por vir tem me tirado parte do sono. E isso é bom.

Se me perguntarem o que fiz esse ano na literatura, bom eu li muito. Li contemporâneos, aprendi com a leitura de um jeito que não havia feito antes, inclusive a parte de resenhas foi a única que ficou ativa sem problemas (li menos, é fato, mas meu objetivo não é ler muito e ter um blog de resenhas). Escrevi um conto, tentei uma publicação. Mas só. Na vida? Bom, eu comecei me afastando de pessoas, engolindo críticas e aprendendo a me dedicar, ter paciência e a não surtar com o novo.

O ano ainda não acabou, mas eu já estou na ansiedade do que será o próximo.

As publicações desse tipo mais “diário” vão voltar, preciso falar, dizer, escrever. E voltar a contar da minha trajetória de escritora.

Eu quero sair da minha zona de conforto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s